Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Ecos do Encontro de Março

    

É uma graça do caminho cristão poder, em tempos próprios, fazer paragens para serenar, restabelecer forças, aprofundar convicções e confirmar rumos. Desta feita, no Retiro Quaresmal dos LMC em Coimbra, no fim-de-semana de 13 a 14 de Março, pudemos pensar e meditar nos caminhos que nos levam "Ao encontro do Amor"

 

Cristo é a fonte desse amor, porque Deus é amor. Mas Jesus é também mestre que, com a simplicidade dos Evangelhos, dá lições de Amor a todas as pessoas de todas as gerações… Neste Retiro pudemos reflectir e meditar vários passos concretos de Jesus para o Amor

 

Antes de mais, em toda a sua vida Jesus é Amor porque sabe que é muito amado pelo Pai. A partir daí:

Jesus, o Filho amado, é baptizado. No deserto, vai ao encontro daqueles que procuravam emendar as suas vidas, e é o último, deixando claro que não vem apenas para alguns, mas vem para que todos sejam salvos.

Jesus, o Filho amado, é tentado. Alicerçado na Palavra de Deus, não aceita bastar-se a Si próprio mas confirma que a sua vida é e será sempre segundo a vontade do Pai.

Jesus, o Filho amado, dá a vida pelos seus. Jesus não morreu de forma acidental mas sim plenamente consciente de que a Cruz seria para sempre símbolo de entrega de Si próprio por cada pessoa da humanidade.

  

 No fundo, o caminho até parece simples… se nos soubermos amados pelo Pai, partiremos ao encontro do outro e, fazendo a Sua vontade, seremos capazes de dar a vida, de sermos o rosto da Caridade, sem prazos, sem pressas, só por amor.

 É esse Amor que nos impele a gestos verdadeiros e desinteressados para com um cônjuge doente, um amigo triste ou um inimigo em apuros.

 

 Foi Ele quem preencheu o coração de São Daniel Comboni e o impeliu para a Nigrícia, atravessando mares e rios em frágeis embarcações, passando desertos em camelos e suportando (até onde teve forças) o clima hostil da África central e as doenças existentes nesse continente. Tudo para falar de Amor aos africanos!

 

 É por isso que nesta Quaresma somos novamente desafiados a reequilibrar prioridades e a viver mais como Jesus viveu. Somos estimulados a viver cada vez mais o Amor com que Deus nos ama. Somos chamados a ser felizes, serenamente felizes, independentemente do que aconteça!

 

Dai-nos Senhor,

a graça de sabermos viver segundo os vossos desígnios,

com fé esperança e caridade,

para que possamos ser testemunhas fieis testemunhas do Vosso Reino de Amor

no meio do mundo.

 

 Agradeço ao Pe. Alberto Silva e aos Postulantes da Maia, pelo óptimo retiro que nos proporcionaram. Agradeço também a habitual hospitalidade da Comunidade Comboniana de Coimbra e a participação de todos os que puderam vir. A todos, um bom final de Quaresma e uma Santa Páscoa do Senhor!

 

 

por Pedro Moreira

 

1 comentário

Comentar post