Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Deus Chama de várias maneiras

 

 

 

Deus nos chama e convida a servi-Lo de várias formas propondo-nos desafios e coração aberto.

 

Nos desafios que me propôs este ano o que mais me assustou foi a pastoral dos adolescentes. Demorou algum tempo para agarrá-lo, mas nas minhas inseguranças abracei-o em Maio. Comecei com os adolescentes da minha comunidade que ficaram sozinhos depois da partida do jovem que os acompanhava para a Tunísia. 

 

A primeira actividade foi a festa da padroeira do grupo - Santa Joana D´Arc no dia 12 de Junho. No período de preparação tive de tomar uma posição autoritária no meio de tanta confusão, pois não havia respeito uns pelos outros. A mim custou-me ter de levantar a voz, ter de impor algumas situações, mas teve de ser... Infelizmente alguns desses adolescentes afastaram-se do grupo, mas novos apareceram... Agora está renovado procurando caminhar sozinho e já não é necessária a minha presença. Sempre que possível reúno com a nova equipa coordenadora e preparamos os encontros, afinal num grupo de adolescentes o papel principal tem de caber a eles mesmos.

 

"Foi uma caminhada bonita, mas que se poderia ter tornado desmotivante (...) se não fosse todo o amor e empenho do pequeno grupo que se uniu desde o inicio." 

 

A par desta caminhada iniciei em Agosto encontros com os responsáveis dos adolescentes de toda a paróquia, infelizmente são apenas três os grupos existentes. Nestes encontros procurámos traçar um caminho para os grupos já existentes e incentivar o aparecimento de novos nas comunidades que ainda não têm. Ao longo de 4 meses visitei todas as comunidades, reuni com adolescentes e jovens responsáveis do sector e até com coordenadores do Ministério da Família. Foi uma caminhada bonita, mas que se poderia ter tornado desmotivante devido à fraca participação, se não fosse todo o amor e empenho do pequeno grupo que se uniu desde o inicio. Uma sementinha foi colocada, o plano de actividades de 2012 elaborado, agora é esperar que a planta germine, que os grupos se animem e que os adolescentes dêem nova cor à paróquia e às suas próprias vidas.

 

Apaixonei-me pelos adolescentes, o medo que me levou a esperar tanto tempo para trabalhar com eles desapareceu, hoje só lamento ter feito tão pouco. Que o Senhor encaminhe este pequeno grupo que ficou responsável na paróquia para que consigam reforçar a equipa e que a pastoral dos adolescentes a nível paroquial deixe de ser uma miragem. 

 

Em vésperas da minha partida para Carapira quero agradecer a todos os adolescentes por me terem permitido crescer com eles. À Vanessa por me mostrar como é belo viver em doação e desejar-lhe um bom regresso ao Brasil. A toda a equipe missionária, de forma especial ao P. Alfredo e P. Leonel, pelo carinho e paciência, e à comunidade da Santa Josefina Bakhita por me ter acolhido de braços abertos e me ter ajudado a sentir desde inicio em casa.

 

Hixikawne

 

Por: Liliana Ferreira, LMC

Fonte: Batuques da Savana

1 comentário

Comentar post