Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

LMC Moçambique - Tempo de balanço

Publicamos aqui o editorial do ultimo "Batuques da Savana" por nos parecer que resume de forma sucinta aquilo que foi a presença dos LMC em Moçambique durante o ultimo ano. Aproveitamos para enviar uma palavra de ânimo à Liliana, ao Carlos e ao Flávio que ali trabalham, e outra de boa sorte para a Lourdes e para a Vanessa que regressaram ao Brasil depois de alguns anos de presença em Moçambique.

 

O ano que passou para os LMC (de Moçambique) foi recheado de sucessos nos nossos trabalhos, com muitas alegrias e momentos felizes.

Mas também temos que lamentar a suspensão (que esperamos seja temporária) da nossa casa de Maputo. Infelizmente a falta de vocações também atinge os LMC e desta forma, estando nós a braços com falta de pessoal, não tivemos outra alternativa.

Assim, a nossa presença na província de Moçambique fica agora confinada à missão de Carapira.

Mas não desanimamos!

 

Como consequência do fecho da nossa missão em Maputo, a Liliana chegou em Dezembro e com a chegada do Flávio em Janeiro, a comunidade de Carapira está agora reforçada!

 

"...enquanto trabalharam em Moçambique doaram toda a sua vida ao serviço do povo com quem viviam."

 

Foi também tempo de regressos às províncias de origem. Assim aconteceu com a Vanessa e a Lourdes.

Duas LMC que enquanto trabalharam em Moçambique doaram toda a sua vida ao serviço do povo com quem viviam. Agradecemos-lhes toda a dedicação que demonstraram e vivenciaram e pedimos a Deus que as abençoe nos seus novos trabalhos profissionais e pastorais.

 

A província de Moçambique também participou num momento histórico para os LMC africanos. Referimo-nos ao primeiro encontro de coordenadores LMC do continente africano que se realizou no Uganda no passado mês de Dezembro. Apercebemo-nos que neste momento as províncias neste continente ainda não caminham todas pelo mesmo trilho, mas mais importante do que perceber esta realidade, foi o surgimento da vontade e compromisso para trabalhar no sentido que isso venha a acontecer o mais rapidamente possível.

Nos próximos três anos, o comité africano, eleito neste encontro, vai trabalhar mais arduamente na questão dos directórios e da formação.

 

Sentimo-nos também bastante orgulhosos por termos sido a primeira província do continente africano a lançar o desafio de formar LMC’s originários dos próprios países onde estamos presentes. É uma semente que, esperamos, dê frutos e sirva de motivação a outras províncias.

 

Quanto à formação, o ano que terminou foi bastante positivo. Depois de uma avaliação, os candidatos revelaram vontade de continuar a sua caminhada. Desta forma, neste ano que agora inicia, teremos 4 candidatos no segundo ano de formação e dois novos candidatos que iniciarão o seu primeiro ano.

 

Certos que estamos a ajudar a cumprir uma parte do plano de S. Daniel Comboni, pedimos a sua intercessão junto de Deus para que a todos nos dê força e coragem nesta caminhada.

 

Fonte: Batuques da Savana