Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Nova Missão

 

"O que torna realmente um lugar especial são as pessoas."

 

 

Desde que cheguei a Carapira uma das perguntas que mais vezes me fazem é: De onde gostas mais, Maputo ou Carapira? Como posso eu ter uma resposta? São duas missões muito distintas, com os seus próprios desafios, com a sua própria beleza.

Carapira é campo, Maputo é uma cidade. Um é calmo e o outro uma grande confusão. O que torna realmente um lugar especial são as pessoas.

 

"A saudade faz parte da vida do missionário que tem de estar disponível para ir onde Deus o quer."

 

Mudar de missão teve as suas dificuldades depois de um ano tão intensamente vivido na paróquia de S. Francisco Xavier, a despedida foi o mais difícil, com ela veio a saudade, mas essa faz parte da vida do missionário que tem de estar disponível para ir onde Deus o quer, ter o coração aberto para acolher uma decisão que muitas vezes pode não ser a sua. Mas em qualquer um dos lugares, sinto a presença de Deus que me convidou a partir e a partilhar a vida com este povo Moçambicano tão distinto em cultura e tradição, mas com um acolhimento muito característico que me faz sentir parte dele, que me faz sentir família.

 

 

  

 

 

Em Carapira estou a viver na Escola Industrial com o Flávio e o Carlos e toda a comunidade escolar. Estou a dar aulas de Química ao 1º ano (8ª classe) e de Educação Cívica e Moral ao 3º (10ª classe). Estou, também, a dar um apoio no lar da escola, mais concretamente nas secções da despensa, refeitório e cozinha, onde trabalho com os alunos responsáveis por cada um deles.

 

 

 

 

 

No lar das meninas, das Irmãs Combonianas, estou a dar apoio a Português, já que a maioria das meninas que lá se encontram mal sabem falar português. É muito interessante a forma como nos tentamos compreender, eu pergunto em português e elas respondem em macua, mas “vakhani vakhani” (pouco a pouco - em macua) vamos caminhando.

 

Na pastoral estou a acompanhar um grupo de vocacionados com a Irmã Lyli (Irmã Missionárira Comboniana). Estou a gostar muito. Os vocacionados são interessados e muito questionadores, é bom ver jovens e adolescentes interessados em descobrir o caminho que Deus tem para eles.

 

Fonte: Batuques da Savana

Por: Liliana Ferreira, LMC