Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

TEMPO DE GRAÇA

 

“Ser missionário proporciona-nos a possibilidade

de crescimento em todos os âmbitos do nosso ser” 

 

É, o tempo passa muito rápido. E diz-se ainda que passa mais rápido quando se está a fazer o que se gosta. Assim foram os meus primeiros 7 meses em Moçambique: passaram muito depressa, e nem notei no tempo a passar. Não porque estivesse alheio e perdido nos acontecimentos, mas porque os vivia intensamente.

 

 

Durante este tempo por aqui, que para mim tem sido verdadeiramente um Kairós (tempo de graça), tenho aprendido muita coisa. Na escola, na vivência em comunidade e como equipa missionária, na visita às comunidades, com sua fé e espiritualidade, mas sobretudo tenho aprendido muito na convivência com as pessoas.

 

Ser missionário também nos proporciona esta possibilidade de crescimento em todos os âmbitos do nosso ser. Realmente, quando confiamos em Cristo e nos colocamos ao seu serviço, não se perde nada, mas ganha-se muito.

 

“A missão é feita de vida”

 

É bem verdade que nem tudo são flores. Mas não é mesmo assim na nossa vida cotidiana? Então como não o seria na missão, quando estamos inseridos em outra realidade, seja de cultura, de espaços, de conceitos, de pessoas? Assim, durante este tempo também tive algumas dificuldades, desafios pessoais, questões e reflexões. Mas nada disso me fez em algum momento desistir ou não querer estar aqui. Pelo contrário, também contribuíram, e muito, para o meu crescimento na vida e na fé. Por isso agradeço a Deus por todos os momentos vividos neste tempo.

 

A missão é feita de vida, e a vida é feita destes momentos, alegres e tristes, bons e difíceis, animadores e desafiadores. Se assim não fosse, seria uma ficção, e não a realidade.

Assim, todos os acontecimentos, todos esses momentos experimentados na vida missionária servem de impulso e motivação para seguir, buscando dar o melhor como operário que colabora na construção do Reino de Deus, Reino que já está presente aqui também desde a criação do mundo.

 

Deste modo, gostaria de convidar a fazermos uma prece por todos missionários e missionárias além-fronteiras, para que aproveitem cada momento vivido como oportunidade de crescimento, iluminados sempre pela ação do Espírito Santo de Deus.

  

 

 

Flávio Schmidt, LMC do Brasil em Moçambique

Fonte: Batuques da Savana