Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Formação LMC - Organigrama Familiar

 

 

 

No encontro de formação LMC do mês passado foi abordado o tema do Organigrama Familiar, do qual nos dá testemunho a Catarina Cardoso.

Mais uma vez agradecemos a hospitalidade das Irmãs Teresianas de Fátima e a disponibilidade da Liliane Mendonça que tão bem conduziu o encontro.

 

 

“Quem sou eu? Quem é a minha família?

Que laços me unem aos meus familiares?

Qual é o meu passado? Quais são os meus projectos?”

 

Neste encontro, debruçados sobre o tema” ler a minha história: organigrama familiar e projecto de vida”, encontramo-nos a nós próprios ficando a conhecer melhor quem sou eu, a minha família, os laços que me unem aos meus familiares, o meu passado e quais são os meus projectos.

 

Descobrimos as intervenções de Deus na nossa vida, através de experiências positivas e negativas tantas vezes dolorosas, mas que também nos aproximam do mistério da cruz. Estas vivências abrem nos para uma relação mais autêntica com Deus e com os irmãos.

 

“Descobrimos as intervenções de Deus na nossa vida,

através de experiências positivas e negativas -

tantas vezes dolorosas,

mas que também nos aproximam do mistério da cruz.”

 

 

Por vezes no dia a dia não estamos atentos ou, com tanta azafama, não conseguimos ver o quanto Deus nos ama. Principalmente nas experiências negativas podemos ver a graça e a misericórdia de Deus, de forma a que estas situações nos sirvam como experiência de Deus e do Seu amor, e não apenas como uma maldade ou um motivo de ressentimento.

 

Descobrir, acolher e assumir a própria realidade com fé e amor é inicio de mudança, libertação e redenção. Colocarmo-nosem frente de Deusé a forma de irmos até ao mais profundo de nós mesmos e assim, através da oração, conseguirmos melhor a cura e ver Deus em cada momento da nossa vida.

 

“Descobrir, acolher e assumir a própria realidade com fé e amor

é inicio de mudança, libertação e redenção.”

 

 

Este fim de semana foi realmente um encontro com cada um de nós e com Aquele que nos ama, e descobrirmos queem cada momento Deusnão nos deixou, mas esteve  sempre a dar-nos a mão.

 

 

 

 

Agradeçamos ao Senhor o dom da vida e tudo o quanto nela recebamos como dádiva do seu amor para connosco.  E assim após a Eucaristia e um almoço convívio, partimos mais uma vez com a certeza do quanto Deus nos ama e quantas vezes a gente não dá conta desse mesmo amor. Ficamos atentos á sua presença.

 

Por: Catarina Cardoso