Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Assembleia Provincial dos Missionários Combonianos

 

 

É sempre bom estarmos com toda a Família

encontram-se amigos, trocam-se abraços e aprende-se muito

 

Olá  a todos!

 

No fim-de-semana de 7 e 8 de Setembro tomámos parte na Assembleia Geral Provincial dos MCCJ, na qual, além de nós (LMC), estiveram presentes: representantes dos MCCJ espanhóis, dos MCCJ portugueses, das Irmãs Combonianas, das Seculares e de outros grupos de leigos da Família Comboniana. É sempre bom estarmos com toda a Família – encontram-se amigos, trocam-se abraços e aprende-se muito.

 

“Salientou-se o desemprego como uma

das principais razões das novas escravaturas.”

 

No sábado de manhã o P.e Arlindo, vindo propositadamente de Roma, desenvolveu o tema: ”Visão e Missão Combonianas face às antigas e às novas Escravaturas no 10º aniversário da canonização de São Daniel Comboni”. Foi um trabalho profundo incisivo e direto, como é seu costume. Mexeu com todos nós ao elencar as escravaturas antigas ou novas, salientou-se o desemprego como uma das principais razões das novas escravaturas.

 

Na segunda intervenção da manhã, foi orador o Dr. Joaquim Franco, jornalista da SIC e um dos fundadores da SIC Notícias, Licenciado em História das Religiões, especialista em temática religiosa, autor de entre outros do livro “ Do eu solitário ao eu solidário”. Versou o tema: “ As Novas escravaturas, hoje: espaços abertos que desafiam a nossa missão profética em Portugal”. Porque temos que ser sucintos, deixamos apenas algumas frases que nos tocaram:

 

“Na Igreja, apesar de todas as incoerências,

que lutamos por destruir, Jesus agrega e não segrega”;

 

“É urgente a relação das pessoas através de

uma revolução de afetos”, com muita humildade;”

 

“Temos de abrir fronteiras de diálogo

à espiritualidade laica. Será a nova “ad gentes”.

 

No plenário, feito à tarde, respeitante a esta temática, como resultado do trabalho de vários grupos falou-se do modo “como construir espaços e tempos de família quando falta a Família”.

 

No domingo de manhã foram partilhados em Assembleia os relatórios de todos os ramos da Família Comboniana (MCCJ de Espanha e de Portugal, IC e Seculares) e dos grupos de leigos da Família Comboniana convidados (LMC, JIM, COM, Grupos de Animação Missionária de Coimbra e Santarém e o Grupo de Acolhimento e Missão (este criado pelo saudoso P.e IVO). Faltaram, com muita pena de todos os presentes representantes da Associação dos Antigos Alunos. Todos apresentaram também as perspetivas para o próximo ano apostólico.

 

No domingo à tarde ouviram-se os relatórios e as perspetivas futuras do Secretariado do SAME e PVJ e os avanços na luta pelas JPIC (Justiça, Paz e Integridade da Criação).

 

Nota: Nós, que representámos os LMC, por compromissos anteriormente assumidos, não pudemos ficar para o encerramento; mas deu para ver que ninguém anda a dormir nesta nossa Família, apesar de ainda haver muito caminho para percorrer.

 

Estamos gratos por podermos estar presentes.

 

Um abraço,

 

Ana e Artur Valente, LMCs