Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Sonho de Deus em nós

 

 

 

“A posição de um discípulo missionário não é a de centro,

mas de periferia”.

Papa Francisco

 

 

Encontro-me há seis meses nesta imensa periferia de Contagem continuando a missão que Jesus nos confiou como LMC’s. Quando aqui cheguei fiquei assustada pensando naquilo em que eu poderia ajudar, pois percebi que a comunidade caminhava pastoralmente bem, cada uma com seu coordenador, tudo fluía.

 

 

"Mas quando silenciamos o coração, Deus fala!"

 

Claro, havia o acompanhamento aos possíveis vocacionados a serem LMC, mas como sabemos os ventos não estão para muitas vocações, principalmente neste novo contexto pelo qual passa nossa economia brasileira. Mas quando silenciamos o coração Deus fala! Existe um ditado do povo Macua de Moçambique que diz assim: “Yakhala enokhala mmurimani, ekoma khoniwa” (Quando há barulho no coração não se ouve o batuque). Então ,num belo dia de oração, coloquei-me nas Mãos de Deus e  pedi ao Espírito Santo que, com minha permissão, me colocaram a caminho dos irmãos nesta periferia de Minas Gerais.

 

Para tanto seria pertinente buscar novos conhecimentos. Estudei então Massoterapia e adquiri algumas noções de Biomagnetismo com o padre Jorge e a Regina que alegremente me conduziram.

 

"Nos pequenos gestos vou-me encontrando

 com a realidade deste povo..."

 

Hoje atendendo as pessoas na Casa Comboniana e no Centro de estudos das Irmãs na Pampulha, sinto que basta entregar-se e o resto é com Ele. A Pastoral da criança também é motivo deste chamamento, nestes dias estamos a terminar um curso de capacitação para novos lideres, desta vez não tão preocupada com a criança abaixo do peso, mas com a obesidade das crianças de Zero aos Seis anos de idade. Neste momento estamos atuando com 8 grupos, assistindo a 200 famílias e cerca de 300 crianças sendo acompanhadas pela pastoral da Criança aqui na região da Paróquia. Nos pequenos gestos vou me encontrando com a realidade deste povo que busca felicidade, segurança e saúde,, vida em abundancia!.

 

A missão hoje já não se faz apenas da vontade de ser missionário, mas também de capacitação para as mudanças aceleradas que estão acontecendo e, nem sempre estamos dispostos a abrir a cabeça para novamente sentar-mo-nos nos bancos da escola preparatória para melhor servir aos irmãos.

 

Claro que não podia deixar de falar do Papa Francisco. Eu estive em Aparecida do Norte para uma reunião da Pastoral da Criança e pude vê-lo bem de perto, aos pés da padroeira do Brasil e sob a emoção das palavras do nosso pastor rezei por todos que se perderam nas drogas, pelas famílias e para que haja mais vocações na Igreja. Assim vamos continuando a caminhada; juntos!

 

Por: Maria de Lourdes Vieira – Lmc Brasil no Ipê Amarelo

Fonte: Informativo LMC Brasil