Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

LMC NOTÍCIA NA AGÊNCIA ECCLESIA

 

Segue a notícia publicada pela Agência Ecclesia acerca da Assembleia Europeia dos Leigos Missionários Combonianos, decorrida de 21 a 27 de Agosto, em Viseu - Portugal.

 

ECCLESIA_crop.jpg

 

 

 "Viseu: Portugal acolhe encontro europeu de Leigos Missionários Combonianos

 

 

Encontro Europeu.jpg

Crise dos refugiados é um dos pontos em agenda

 

Viseu, 23 ago 2016 (Ecclesia) – Cerca de uma centena de Leigos Missionários Combonianos estão reunidos num encontro europeu em Viseu, que tem na agenda a atual crise dos refugiados e o modo como ela deve desafiar a ação deste movimento.

 

Em entrevista hoje à Agência ECCLESIA, Carlos Barros, o coordenador dos LMC em Portugal, frisa a importância de “mediante os factos que estão a acontecer na Europa, ver até onde o movimento pode ir”.

 

“Não nos podemos esquecer que estamos confrontados com acontecimentos graves, principalmente com a chegada de tantos e tantos refugiados. Por exemplo, os LMC italianos já fazem um trabalho belíssimo neste campo, têm três comunidades permanentes onde trabalham e vivem com esta realidade. Também no resto dos países teremos de encontrar respostas”, aponta aquele responsável.

 

O encontro europeu, a decorrer até este sábado, conta com a participação de leigos vindos de Espanha, Itália, Alemanha, Áustria e Polónia, além dos membros do movimento aqui em Portugal.

 

Os LMC fazem parte da Família Comboniana, estão ligados aos Missionários Combonianos e começaram as suas atividades no país há cerca de 20 anos.

 

Atualmente o grupo de LMC português é formado por cerca de 25 leigos, casados, solteiros, homens e mulheres, jovens das mais variadas proveniências,  que são preparados para integrar projetos de missão, sobretudo para países mais carenciados de África e da América Latina.

 

“Uma das nossas diretrizes é sempre termos no pensamento a missão ‘ad gentes’, para outros povos, mas teremos de repensar a missão, não esquecendo esta vertente de ir ao encontro dos mais pobres e abandonados”, admite Carlos Barros.

 

“De certa forma, isto também obriga a repensar sobre a formação das nossas pessoas, de modo a que possamos contemplar estas novas realidades”, acrescentou.

 

Os LMC – Portugal têm neste momento uma leiga em missão na região de Mongoumba, na República Centro Africana, a Maria Augusta, que também já esteve 9 anos em missão em Moçambique.

 

No início de 2017, em janeiro, o movimento católico enviará outra leiga em missão, natural de Viseu, a Marisa Almeida, que partirá para Awasa, na Etiópia.

 

“É uma alegria também para nós podermos contribuir com estes leigos missionários para alimentar estas missões internacionais”, frisa Carlos Barros.

 

Ao longo desta semana, os leigos missionários combonianos de toda a Europa, reunidos em Viseu, irão debater ainda a sua identidade e vocação, no plano internacional; a sua organização e coordenação; e os desafios à sustentabilidade do movimento.

 

“Nós de certa forma ainda estamos um pouco ligados, por cordão umbilical, ao Instituto dos Missionários Combonianos do Coração de Jesus, e não é que isto tenha mal algum, mas teremos de encontrar formas próprias de nos autossustentar”, conclui.

JCP"

 

Para ler a notícia no site da Agência Ecclesia, clique aqui.