Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

"ngu ti Nzapa"

Olá
​ a todos,​
Espero que vos encontreis bem e toda a
​ vossa ​
restante família.
Estou em Bangui, cheguei ontem à noite. Eu e toda a comunidade apostólica estamos bem graças a Deus.
Eu passei, hoje, na porta Santa da catedral de Bangui. Estive lá no dia da sua abertura, mas não pudemos passar por lá, saímos por uma das portas laterais. Gostei muito de passar por lá, hoje.
 

RV11388_Articolo.jpg

 

"O Papa Francisco inaugurou oficialmente o Ano Santo da Misericórdia na República Centro-Africana ao abrir, no início da noite de domingo (29/11), a Porta Santa na Catedral de Nossa Senhora da Conceição de Bangui.", in http://br.radiovaticana.va/news/2015/11/29/na_rep%C3%BAblica_centro-africana,_francisco_abre_o_jubileu_da_mi/1190688

 

 

 

 

Em Centro África foi aberta ,em primeiro lugar a porta da catedral de Bangui, pelo Papa, antes de qualquer outra! No dia 20 de Dezembro foi aberta a porta Santa da catedral da nossa diocese Mbaiki. No dia de Natal foi aberta a porta Santa de cada paróquia. Desde o dia 17 de Janeiro até ontem, foram abertas as portas Santas, em todas as capelas que tinham porta e o Santíssimo Sacramento esteve exposto em todas elas, para adoração, no ostensório que o Santo Padre ofereceu à nossa diocese e ofereceu também a todas as outras de Centro África. As pessoas foram em peregrinação a pé ás capelas mais próximas. Nós, no Domingo, fomos entregá-Lo à paróquia de Safa. Vieram buscá-Lo a 6 Km da vila e depois foram em procissão até à igreja e ficaram em adoração. O ostensório com o Santíssimo Sacramento percorrerá todas as paróquias da diocese até terminar "O Ano Santo da Misericórdia" .

Desde o dia 13 de Dezembro que não vinha a Bangui, há sempre muito que fazer na Missão...

Desde o inicio de Janeiro que eu e um professor estamos a dar umas aulas à tarde aos alunos para ver se começam a ler. Há muitos alunos no CE2 (4º ano de escolaridade e que não lêem nada). Graças a Deus parece que começam a ler um pouco as primeiras letras. Com a ajuda de Deus, que nos dá a força e a paciência para trabalhar, e aos alunos a vontade de aprender, vamos conseguir que aprendam. Neste mês estive com uma turma durante três dias, mas é muito difícil porque os ala7f62857-6568-43a3-a621-ea7885933138.jpgunos não compreendem o francês e eu não sei sango para lhes traduzir o que digo. A partir de maio ficarei com a direção da escola. Rezem para que Deus me ajude neste novo trabalho.
Desde o dia 2 de Dezembro que não  chovia, só no dia 17 de Fevereiro veio uma chuvada como é habitual aqui. Foram 75 dias sem chover...Já havia arbustos secos alguns abacateiros também, vamos ver se ainda rebentam. Houve muitos fogos na floresta e muitos campos de mandioca arderam. Muitas árvores caíram queimadas. A atmosfera ficava cheia de fumo só cheirava a ele. Era tanto que até fazia chorar!  Esperamos que não venha causar mais fome que a que já há. Graças a Deus que vieram duas chuvadas e toda natureza mudou...passadas 34 horas já se viam pequeninas ervas a sair, onde parecia que estava tudo seco. Realmente a água é o sangue da terra! Aqui chuva dizem "ngu ti Nzapa" = água de Deus, e é verdade. Aqui, em Bangui, ainda não choveu e está tudo muito seco... faz muito calor!
A Élia Continua a cuidar das crianças mal nutridas e não só. No mês de Janeiro começou a ir a Batalimo e encontrou casos muito graves, crianças muito doentes. Quando as mães fazem o que lhes é pedido (darem às crianças tudo o que lhes é distribuído conseguem recuperar bem. Quando são casos mais graves ficam internadas algum tempo no hospital. 
Os Pigmeus continuam a ser ajudados com os medicamentos quando estão doentes. Ainda bem senão muitos morreriam porque não teriam dinheiro para os comprar.
Na missão temos um lar para os alunos pigmeus poderem aproveitar mais a escola. Lá comem, dormem, de manhã têm escola e à tarde vêm estudar durante uma hora à biblioteca. São uma dúzia de alunos.
 Na semana passada estiveram, quatro dias, na missão o doutor Omnimos e a sua esposa, como sempre muito simpáticos. Foram operadas,16 pessoas adultos e crianças. Graças a Deus correu tudo bem. Esta semana estão aqui em Bangui, também a operar. Se houvesse muito mais pessoas como eles, o mundo estaria bem melhor!
Desejo-vos uma Quaresma bem vivida.
Unidos pela oração
Beijinhos
​todos ​
vós
 
por Maria Augusta