Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

Leigos Missionários Combonianos

Servindo a Missão ao estilo de S. Daniel Comboni

“Nzapa a ga na é”!

9677868d-ec99-43c4-9d22-b053a41bda69

Do dia 25 a 30 de Novembro, o Papa Francisco esteve em África, visitando Quénia, Uganda e República Centro-Africana com uma “mensagem de paz e de reconciliação”.

As Leigas Missionárias Combonianas Élia e Maria Augusta, que se encontram em missão na República Centro Africana, estiveram bem perto do Santo Padre e partilharam connosco o ambiente vivido durante a passagem do Papa por aquele país:

 

Por terra e por água, foram chegando imensas pessoas para ver o Santo Padre.

e9b58dea-b959-48db-be0d-327e08acd71f5cefdd14-6abe-46bc-bfb6-de1f76ca473c

No dia 29 de Novembro, Domingo, pelas 10hs, vimos passar o avião da Alitália, que transportava o Santo Padre. 

Muitas pessoas foram receber o Santo Padre ao longo da estrada, entre o aeroporto e o centro da cidade.

Nós partimos para a Catedral de Bangui por volta das 14hs, a missa estava prevista para as 17. Chegámos cedo, não estivemos muito tempo à espera para entrar e foi-nos dado um bom lugar de onde se conseguia ver bem Sua Santidade. Esta missa era para: bispos, padres, consagrados e leigos activos nas paróquias. Por várias vezes, durante a homília, as pessoas o interromperam para aplaudi-lo. Como tínhamos cinco convites a mais, pudemos levar connosco cinco peregrinos da nossa paróquia. Os restantes ficaram perto da Catedral onde assistiram à missa transmitida através dum écran gigante e onde ficaram para a vigília de oração que durou toda a noite, com tempos de oração pela paz, confissões e muitos cânticos. “Não à vingança, à violência e ao ódio”

Pelas cinco da manhã, as pessoas começaram a dirigir-se para o estádio para participarem na missa celebrada pelo Papa Francisco. Nós chegamos por volta das sete e já havia muita gente nas bancadas.

 2bd6b4ea-ba14-4b32-bad4-ce92954c6517f357afb9-d130-4fa5-aec5-42e8b51f4b7c

Nessa hora o Santo Padre estava a visitar a Mesquita Central de Bangui, um momento alto da sua visita. Devido ao clima de ódio que se vive no país entre muçulmanos e não muçulmanos temia-se que essa etapa fosse cancelada, graças a Deus que não foi! Palavras do Santo Padre Todos somos irmãos”, “ Fazei o possível para que haja paz. Trabalhai, rezai, mas recordai que não há paz sem amor, amizade e tolerância” O porta voz dos deslocados muçulmanos do Km 5 disse: “Nós estamos contentes de receber o Papa. Ele não está aqui só para os cristãos, é um servidor um enviado de Deus para todos os centro africanos” 

Segundo nos contou o François que trabalha na ONU, o Papa Francisco, após os discursos oficiais, descalçou os sapatos, atravessou a mesquita e foi rezar, no local onde rezam os muçulmanos. Disse ele, que toda a gente ficou muito admirada e emocionada por esta atitude não prevista no protocolo. Como sinal de reconhecimento um grupo de jovens muçulmanos, em motas, “tirou o lugar” à Minusca (capacetes azuis) e escoltou o Santo Padre até ao estádio.

Na homilia da missa no estádio, o Papa voltou a falar do Perdão, da Reconciliação, da Paz e da Passagem para a outra margem “Passons a l'autre rive”, porque “Sem perdão não há paz”.“Não à vingança, à violência e ao ódio”!

abe86710-68ad-4dbd-babf-1e53011c2f9b

Na rua as pessoas, felizes diziam "Nzapa a ga na é!" - Deus veio até nós!

Esperemos que após a visita do Santo Padre a Paz permaneça nesta terra e que este povo tão sofrido possa ter vida e vida em abundância.

 

Desde a RCA

Um abraço missionário

por Maria Augusta e Élia